Estresse pode causar danos à saúde bucal
Jornal do Brasil / Em tempos de total instabilidade econômica, onde os preços não param de subir e a taxa de desemprego está assolando o país, muitas pessoas estão sob constante estresse devido à ansiedade causada por estes fatores. O que muita gente não sabe é que, além de afetar a mente, o problema afeta o corpo e, inclusive, a saúde oral. De acordo com o dentista especialista em implantodontia e odontologia estética, Dr. Paulo Coelho Andrade, condições emocionais e mentais comprometem a resposta imune das pessoas, predispondo-as ao surgimento de diversas doenças ou condições desagradáveis, que são citadas abaixo: 

. Bruxismo: caracterizado por um ranger ou apertar dos dentes, o bruxismo é um termômetro bucal, sendo um dos principais problemas sofridos por pessoas estressadas. Além do desgaste exagerado dos dentes, reduzindo sua dimensão e formato, o problema pode causar problemas na articulação entre as arcadas. Mas o mais grave é que o bruxismo causa perda óssea ao redor dos dentes o que leva a mobilidade dental e consequente perda do dente.  A atriz Demi Moore relatou, em entrevista recente, sobre a perda de dois dentes frontais motivadas pelo bruxismo em um período de muito estresse; 

. Doença periodontal: de acordo com pesquisa realizada pela Unicamp – Universidade Estadual de Campinas, pessoas estressadas tendem a desenvolver com mais facilidade a doença periodontal pelo excesso de produção do cortisol – hormônio do estresse –, que acaba enfraquecendo o sistema imune. A doença atinge os tecidos ao redor dos dentes, incluindo a gengiva, os ossos e as fibras que ligam raiz ao osso. Se não tratado, o problema pode destruir o tecido ósseo, afetando a sustentação dos dentes, causando sua queda. Além disto, o fato de negligenciar a saúde bucal – não escovar e passar fio dental diariamente – também pode contribuir para a doença;

 . Aftas: pequenas úlceras que se localizam na boca, as aftas podem afetar pessoas que estão sob constante estresse e possuem tendência a tê-las com frequência. Elas costumam durar de sete a catorze dias; 

. Cáries: Quando as pessoas estão muito estressadas ou com muitas atividades para pouco tempo, elas acabam esquecendo de cuidar de si próprias. Uma dieta rica em açúcar e maus hábitos orais formam a condição perfeita para o surgimento das cáries; 

. Xerostomia: As alterações fisiológicas ocorridas no corpo devido aos estímulos do estresse podem fazer o fluxo de saliva diminuir. Comum em pessoas idosas, a xerostomia pode ser causada, também, pelo uso de alguns medicamentos. A Xerostomia provoca aumento no número de cáries e doenças periodontais;

. Mau hálito: em 90% dos casos, a presença da halitose está ligada a problemas bucais como doença periodontal, inflamações na gengiva, presença de tártaro, boca seca, dentes cariados ou infecções na boca. 

"Cuidar diariamente da saúde mental e bucal é extremamente necessário para evitar maiores problemas. Gerenciar o tempo, manter o equilíbrio nas atividades e cultivar bons hábitos ajuda a manter o corpo são. Ademais, visitas periódicas ao dentista ajudam a prevenir os danos. No caso da percepção de qualquer situação citada, procure imediatamente o seu dentista para que os problemas não se agravem", finaliza o profissional.



Estresse pode causar danos à saúde bucal

Con Información de Jornal do Brasil

www.entornointeligente.com

Síguenos en Twitter @entornoi

También te puede interesar