BRASIL: Cenas de barbárie no carnaval do Rio provocam crise na segurança
OGlobo /

RIO e BRASÍLIA — A violência que explodiu no Rio durante o carnaval , com cenas de bárbarie filmadas por cariocas e turistas e divulgadas nas redes sociais, provocou uma crise na Secretaria de Segurança do estado. Imagens de três arrastões em Ipanema e de um supermercado saqueado no Leblon, além de vídeos e fotos que mostram assaltantes espancando vítimas, causaram mal-estar dentro do órgão e fizeram o ministro da Defesa, Raul Jungmann, prometer novas medidas para conter a criminalidade no Rio. Ele ressaltou, na última quarta-feira, que não recebeu qualquer pedido para as Forças Armadas reforçarem o patrulhamento e disse que virá à cidade até o fim de semana para "avaliar a situação".

— São cenas inadmissíveis. Ficou muito claro que a situação do Rio durante o carnaval, como o próprio governador reconheceu, foi lamentável. Aqueles fatos impactaram muito o governo, e novas medidas deverão vir — afirmou Jungmann.

OFICIAL DA PM COM CRIVELLA

Veja também Violência denunciada pela Beija-Flor na Sapucaí se espalha pelo Rio Carnaval no Rio é marcado por um arrastão de violência Desordem faz a festa e Belmonte cerca entorno para evitar prejuízos O governador Luiz Fernando Pezão voltou a dizer, na última quarta-feira, que houve erros nas estratégias de policiamento, o que causou desconforto não só na Secretaria de Segurança, mas também no comando da PM. Algumas autoridades criticaram a ida do coordenador de inteligência da corporação, coronel Antônio Jorge Goulart, para a Europa justamente num período em que a cidade teve 6,5 milhões de pessoas participando de desfiles de blocos e outros eventos. O oficial faz parte da comitiva que acompanha o prefeito Marcelo Crivella em um giro por três países.

Em um vídeo divulgado na véspera da viagem, Crivella aparece com sua comitiva, mas se esquiva de apresentar Goulart pelo nome — diz apenas estar na companhia de "um oficial da PM". A corporação não explicou por que o coronel viajou com o prefeito. Um outro motivo de desconforto entre autoridades é a "ausência" do secretário de Segurança, Roberto Sá: apesar de o Rio ter sido tomado por uma onda de crimes, incluindo arrastões, ele não deu entrevistas durante o carnaval. Coube ao porta-voz da Polícia Militar, major Ivan Blaz, comentar a violência, e de forma polêmica. Ele recomendou aos foliões que evitassem "ostentar joias" e fazer selfies com celulares.

Às vésperas do carnaval, ao ser questionado sobre o planejamento da segurança para a folia carioca, Pezão afirmou "está tudo engrenado". O governador chegou a dizer que, ao longo dos sete anos de sua gestão, a PM mostrou que sabe elaborar estratégias para grandes eventos. Ontem, no entanto, reconheceu "a perda do controle":

— Não estávamos preparados. Houve uma falha nos dois primeiros dias (do carnaval); depois a gente reforçou o policiamento. Mas acho que houve mesmo um erro nosso. Não dimensionamos isso (a quantidade de pessoas que participaram de desfiles de blocos), mas acho que é sempre uma questão de aprimoramento, a gente tem sempre que se aprimorar.

Para o antropólogo Robson Rodrigues, ex-comandante do Estado-Maior da PM e pesquisador do Laboratório de Análise da Violência da Uerj, está claro que faltaram análises de inteligência para o carnaval:

Publicidade

— O problema não foi só de policiamento. Policiamento é um elemento dentro do planejamento. Cabia à Secretaria de Segurança, por meio de seu setor de inteligência, levantar dados e traçar uma análise de todos os riscos.

Já a promotora Andréa Amin, coordenadora do Grupo de Atuação Especializada do Ministério Público, disse que faltou integração entre estado e município no carnaval:

— Vamos começar a planejar o carnaval de 2019 na semana que vem. Órgãos estaduais e municipais já estão sendo convocados. Instauramos um procedimento investigatório sobre o planejamento da segurança.

BRASIL: Cenas de barbárie no carnaval do Rio provocam crise na segurança

Con Información de OGlobo

www.entornointeligente.com

Síguenos en Twitter @entornoi

También te puede interesar