PORTUGAL: Filha descobre corpo de idoso assassinado
Correio da manha / Um idoso de 89 anos, que vivia sozinho num apartamento do bairro social Portugal Novo, nas Olaias, em Lisboa, foi esta terça-feira morto à facada no quarto da residência. A vítima foi assassinada momentos depois de ter regressado do café, e o cadáver foi descoberto pela filha, que alertou as autoridades policiais. A PJ investiga. Vitorino Guerreiro foi visto pela última vez por vizinhos pelas nove da manhã de terça-feira. "Ele estendeu a roupa no estendal em frente à porta de casa, e foi depois ao café, no centro comercial das Olaias", disse ao CM uma vizinha do idoso. O homem de 89 anos terá depois regressado a casa, um 2º andar na rua Wanda Ramos, e já não voltou a sair. A filha, que o visitava com frequência, terá tentado, sem sucesso, entrar em contacto telefónico com o progenitor. Alarmada, a mulher deslocou-se à residência, da qual tinha a chave, e entrou. Deparou-se com o cadáver de Vitorino Guerreiro, no chão do quarto. Além de sinais de agressão, tinha várias facadas pelo corpo. Aterrorizada, a filha do idoso chamou a PSP. De imediato acorreram ao local várias patrulhas que, constatando a ocorrência de um homicídio, chamaram a Polícia Judiciária. Foi criado um perímetro de segurança em redor do imóvel. Pelas 14h00, chegaram ao local vários inspetores da secção de homicídios da Polícia Judiciária. A inspeção forense ao local foi feita por elementos do Laboratório de Polícia Científica. Ao que o CM apurou não está descartada a hipótese de roubo, seguido de homicídio. No entanto, as fechaduras das portas de casa de Vitorino Guerreiro não estavam forçadas nem, aparentemente, terá sido levado nada de valor. O cenário de o idoso ter aberto a porta de casa ao autor ou autores do crime – que conhecia – ganha consistência. O cadáver foi levado do apartamento pela automaca da PSP, para ser autopsiado no Instituto de Medicina Legal. PORMENORES Costumava ir a viagens Vitorino Guerreiro era conhecido no bairro Portugal Novo. Há mais de 30 anos que residia no bairro social e costumava ir, por vezes, a excursões. Separado e reformado O idoso assassinado era separado e estava reformado há muitos anos. Vivia sozinho e recebia visitas frequentes da filha e de outros familiares. Bairro de realojamento O bairro Portugal Novo foi construído em 1982, pela Câmara Municipal de Lisboa. Serviu de realojamento a ex-moradores de barracas da zona. PORTUGAL: Filha descobre corpo de idoso assassinado

Con Información de Correio da manha

www.entornointeligente.com

Síguenos en Twitter @entornoi

También te puede interesar