Facebook suspende mais empresas de análise de dados da sua rede social
expresso / O Facebook anunciou a suspensão de duas outras empresas de análise de dados da sua plataforma. No início do último fim de semana, a AggregateIQ , consultora política alegadamente associada à campanha a favor do Brexit, foi suspensa. Este domingo, foi a vez da empresa de análise de dados CubeYou .

A AggregateIQ - apontada por Christopher Wylie, analista de dados que denunciou o caso, como tendo ligações à Cambridge Analytica - terá tido acesso a dados de utilizadores da rede social, colocados ao serviço da campanha a favor da saída do Reino Unido da União Europeia. Os dados terão sido utilizados para direcionar publicidade com o objetivo de influenciar o referendo do Brexit, noticia o "The Independent".

A notícia de que a AggregateIQ estaria afiliada com a SCL, que detém a Cambridge Analytica (e que também esta teria usado os dados dos utilizadores do Facebook de forma indevida) levou o Facebook a supendê-la da rede social. "A nossa revisão interna continua e vamos cooperar completamente com todas as investigações pelas autoridades reguladoras", sublinha a empresa liderada por Mark Zuckerberg em comunicado.

Mas a visada nega as acusações. A AggregateIQ Diz que "não foi nem é parte da Cambridge Analytica ou da SCL", "nunca teve um contrato com a Cambridge Analytica" e que "Chris Wylie nunca foi funcionário" da empresa. "A AggregateIQ é uma empresa canadiana de publicidade digital e de desenvolvimento de software. É e sempre foi 100% detida e operada por canadianos", responde.

Também no domingo, o Facebook suspendeu outra empresa de análise de dados da sua plataforma. A CubeYou é apontada como tendo tido acesso indevido a dados dos utilizadores: realizava questionários que dizia serem para "investigação académica sem fins lucrativos", mas partilhava-os com marketeers.

"Estas são alegações graves e suspendemos a CubeYou enquanto a investigamos", afirma Ime Archibong, vice-presidente da área de parcerias de Produto do Facebook, citado pela Bloomberg. "Se eles recusarem a nossa auditoria ou falharem, as suas aplicações vão ser banidas do Facebook."

O líder do Facebook, Mark Zuckerberg, vai testemunhar esta terça-feira na comissão de Justiça do Senado. E no dia seguinte prestará esclarecimentos na comissão de Comércio e de Energia da Câmara dos Representantes.

Facebook suspende mais empresas de análise de dados da sua rede social

Con Información de expresso

www.entornointeligente.com

Síguenos en Twitter @entornoi

También te puede interesar